A continuidade da ausência do poder judiciário como objeto de estudos na administração pública brasileira: um levantamento de 2009 a 2017

  • Leonel Gois Lima Oliveira Escola Superior de Magistratura do Estado do Ceará
  • José Marcelo Maia Nogueira Fundação Getulio Vargas - SP
  • Themisa Araújo Barroso Pimentel Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: Gestão do Poder Judiciário. Administração Pública. Levantamento.

Resumo

Objetivou-se complementar o estudo realizado por Nogueira (2011), recenseando e reunindo a produção acadêmica brasileira na área de Administração Pública voltada para a análise da gestão do Poder Judiciário nos anos de 2009 a 2017. Utilizaram-se os mesmos procedimentos e critérios metodológicos adotados por Nogueira (2011) para servir tanto em aspectos complementares como comparativos entre os períodos investigados. Os resultados obtidos com o levantamento apontaram que um percentual de 2,27% dos artigos publicados na área de Administração Pública aborda questões relacionadas à Gestão do Poder Judiciário. O percentual ainda é pequeno, mas demonstra avanços em um curto período.

Biografia do Autor

Leonel Gois Lima Oliveira, Escola Superior de Magistratura do Estado do Ceará
Doutor em Administração pela Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (Ebape-FGV). Professor da Escola Superior de Magistratura do Estado do Ceará (ESMEC) e do Centro Universitário Christus (Unichristus). Auditor Chefe do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE). 
José Marcelo Maia Nogueira, Fundação Getulio Vargas - SP
Doutorando em Administração de Empresas pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (Eaesp-FGV). Mestre em Administração Pública e Governo pela Eaesp-FGV. Professor da ESMEC.
Themisa Araújo Barroso Pimentel, Universidade Federal do Ceará
Pós-graduanda em Neuromarketing e Tendências de Consumo pela Universidade de Fortaleza (Unifor). Graduada em Administração pela Universidade Federal do Ceará (UFC).

Referências

CASTRO, A. S. Indicadores básicos de desempenho da justiça estadual de primeiro grau no Brasil. Brasília: IPEA, 2011. (Texto para discussão, n. 1609).

CNJ – CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Resolução nº 15, de 20 de abril de 2006. Dispõe sobre a regulamentação do Sistema de Estatística do Poder Judiciário, fixa prazos e dá outras providências. Diário da Justiça, Brasília, n. 114, p. 83-84, 16 jun. 2006.

CNJ – CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Resolução n. 76, de 12 de maio de 2009. Dispõe sobre os princípios do Sistema de Estatística do Poder Judiciário, estabelece seus indicadores, fixa prazos, determina penalidades e dá outras providências. Diário da Justiça Eletrônico, Brasília, n. 94, 10 jun. 2009.

CNMP – CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO. Ministério Público: um retrato. Brasília: CNMP, 2013.

DPJ – DEPARTAMENTO DE PESQUISAS JUDICIÁRIAS. 100 maiores litigantes. Brasília: CNJ, 2011.

DPJ – DEPARTAMENTO DE PESQUISAS JUDICIÁRIAS. 100 maiores litigantes – 2012. Brasília: CNJ, 2012.

DPJ – DEPARTAMENTO DE PESQUISAS JUDICIÁRIAS. Justiça em Números 2017. Brasília: CNJ, 2017.

DPJ – DEPARTAMENTO DE PESQUISAS JUDICIÁRIAS. Justiça em Números 2018. Brasília: CNJ, 2018

FALCÃO, J. O Judiciário segundo os brasileiros. In: GUERRA, S. (Org.). Transformações do Estado e do direito: novos rumos para o Poder Judiciário. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2009, p. 13-30. v. 1.

FALCÃO, J.; CERDEIRA, P. C.; ARGUELHES, D. W. I relatório Supremo em Números: o múltiplo Supremo. Rio de Janeiro: Escola de Direito do Rio de Janeiro da Fundação Getúlio Vargas, 2011.

FALCÃO, J.; ABRAMOVAY, P; LEAL, F. HARTMANN, I. A. II relatório Supremo em Números: o Supremo e a Federação. Rio de Janeiro: Escola de Direito do Rio de Janeiro da Fundação Getúlio Vargas, 2013.

NOGUEIRA, J. M. M. A ausência do Poder Judiciário enquanto objeto de estudo da Administração Pública brasileira. Díke – Revista eletrônica da ESMEC, Fortaleza, v. 1, n. 1, 2011, p. 1-17.

NOGUEIRA, J. M. M.; OLIVEIRA, K. M. M.; VASCONCELOS, A. P.; OLIVEIRA, L. G. L. Estudo exploratório da eficiência dos tribunais de Justiça estaduais brasileiros usando a Análise Envoltória de Dados (DEA). Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 46, n. 5, 2012, p. 1317-1340.

SADEK, M. T. Judiciário: mudanças e reformas. Estudos Avançados, São Paulo, v. 18, n. 51, 2004, p. 19-101.

SADEK, M. T.; OLIVEIRA, F. L. Estudos, pesquisas e dados em Justiça. In: OLIVEIRA, F. L. (Org.) Justiça em Foco: estudos empíricos. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2012. p. 15-61.

Publicado
2019-03-14
Como Citar
Oliveira, L., Maia Nogueira, J., & Pimentel, T. (2019). A continuidade da ausência do poder judiciário como objeto de estudos na administração pública brasileira: um levantamento de 2009 a 2017. Revista Controle - Doutrina E Artigos, 16(2), 75-100. https://doi.org/10.32586/rcda.v16i2.461
Seção
Artigos