Controladoria no setor público: um estudo teórico-prático no município de Aquiraz-CE

  • Germana Fontenele Daher Tutora Presencial na Universidade Norte do Paraná.
  • Marcus Vinícius Veras Machado Professor Associado da Universidade Federal do Ceará.
  • Nirleide Saraiva Coelho e Cavalcante Professora da Universidade Federal do Ceará.
  • Vânia Odete Abreu de Miranda
Palavras-chave: Controladoria. Governamental. Controle Interno.

Resumo

Os constantes desafios, mudanças e imposições legais vinculados à administração pública, na atualidade, demandam modificações no modo de administrar os recursos públicos. Nesse contexto, as ações de controle sobre as operações de natureza contábil, orçamentária, financeira, operacional e patrimonial são consideradas, pela legislação vigente e pela literatura, ferramentas consistentes e confiáveis que podem subsidiar os gestores públicos. Este estudo tem por objetivo geral identificar se as atividades práticas da Controladoria no Município de Aquiraz – Ceará (CONGER) estão em consonância com a literatura vigente. A metodologia da pesquisa caracteriza-se como descritiva e qualitativa. Também foram utilizadas as tipologias de pesquisa: bibliográfica, documental e estudo de caso. Os dados foram coletados por meio de um questionário estruturado em dois blocos. O bloco A visou conhecer o perfil da Controladora Geral de Aquiraz; já o bloco B trouxe perguntas inerentes à classificação das atividades da controladoria na visão de Cruz e Glock. Foi possível constatar que a maioria das atividades da CONGER foi classificada como de apoio, no entanto, considerando-se o estudo como um todo, evidenciou-se que apenas 46% de todas as atividades elencadas foram informadas como de competência da CONGER.

Biografia do Autor

Germana Fontenele Daher, Tutora Presencial na Universidade Norte do Paraná.
Especialista em Controladoria, pela Universidade Federal do Ceará. Graduada em Ciências Contábeis, pela Universidade Federal do Ceará.
Marcus Vinícius Veras Machado, Professor Associado da Universidade Federal do Ceará.
PhD em Higher Education (Área de Organização e Administração), pela University of Arizona/USA. Mestre em Administração Financeira, pela Universidade Federal da Paraíba.
Nirleide Saraiva Coelho e Cavalcante, Professora da Universidade Federal do Ceará.
Mestre em Economia do Setor Público, pela Universidade Federal do Ceará. Especialista em Controladoria Governamental, pela Universidade Federal do Ceará.
Vânia Odete Abreu de Miranda
Mestre em Administração e Controladoria, pela Universidade Federal do Ceará. Especialista em Controladoria, pela Universidade Federal do Ceará.

Referências

ALMEIDA, L. B.; PARISI, C.; PEREIRA, C. A. Controladoria. In: CATELLI, A. (Coord.). Controladoria: uma abordagem da gestão econômica GECON. São Paulo: Atlas, 1999. p. 369-381.

AQUIRAZ (Município). Lei nº 1.096, de 18 de julho de 2014. Altera a estrutura administrativa do Poder Executivo Municipal e dá outras providências. Câmara Municipal de Aquiraz, Sistema de Apoio ao Processo Legislativo, Aquiraz, 18 jul. 2014. Disponível em: <http://bit.ly/2xMcm7x> Acesso em: 27 set. 2017.

BOTELHO, M. M. Manual de controle interno: teoria e prática. Curitiba: Juruá, 2009.

BRASIL. Contituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988. Brasília, DF, 05 out. 1988. Disponível em: <http://bit.ly/2wkYj55> Acesso em: 27 jan. 2015.

_______. Decreto-lei nº 200, de 25 de fevereiro 1967. Dispõe sobre a organização da administração federal, estabelece diretrizes para a reforma administrativa e dá outras providências. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 27 fev. 1967. Seção 1, p. 4. Disponível em: <http://bit.ly/2wWQyCc> Acesso em: 27 jan. 2015.

CASTRO, D. P. Auditoria, contabilidade e controle interno no setor público: integração das áreas do ciclo de gestão: contabilidade, orçamento e auditoria e organização dos controles internos, com suporte à governança corporativa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

CRUZ, F.; GLOCK, J. O. Controle interno nos municípios: orientação para a implantação e relacionamento com os tribunais de contas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GONÇALVES, M. F. R. (Coord.). Manual do prefeito. 13. ed. Rio de Janeiro: IBAM, 2013.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico de 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2010. Disponível em: <http://bit.ly/2yI1OED> Acesso em: 15 abr. 2015.

JUND, S. Administração, orçamento e contabilidade pública: teoria e questões: estilo ESAF, UnB e outras bancas examinadoras. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MEIRELLES, H. L. Direito administrativo brasileiro. 28. ed. São Paulo: Malheiros, 2003.

MOSIMANN, C. P.; FISCH, S. Controladoria: seu papel na administração de empresas. 2. ed. 6. reimp. São Paulo: Atlas, 2009.

PETER, M. G. A.; MACHADO, M. V. V. Manual de Auditoria Governamental. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2014.

RAUPP, F. M.; BEUREN, I. M. Metodologia da pesquisa aplicável às ciências sociais. In: BEUREN, I. M. (Org). Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2008. p. 77-97.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SILVA, A. C. R. Metodologia da pesquisa aplicada à contabilidade: orientações de estudos, projetos, relatórios, monografias, dissertações, teses. São Paulo: Atlas, 2003.

Publicado
2017-10-27
Como Citar
Daher, G., Machado, M. V., Cavalcante, N., & Miranda, V. (2017). Controladoria no setor público: um estudo teórico-prático no município de Aquiraz-CE. Revista Controle - Doutrina E Artigos, 15(1), 367-397. https://doi.org/10.32586/rcda.v15i1.371
Seção
Artigos