Governança no setor público segundo IFAC: levantamento do nível de aderência de uma instituição de ensino superior

  • Karoline Rodrigues Sobreira Universidade Estadual do Ceará. http://orcid.org/0000-0001-5816-5842
  • Manuel Salgueiro Rodrigues Júnior Tribunal de Contas do Estado do Ceará.
Palavras-chave: Governança no Setor Público. Instituição de Ensino Superior. IFAC.

Resumo

Todas as entidades devem buscar padrões de excelência, com o propósito de melhorar seu desempenho e alcançar seus objetivos. As instituições de ensino superior (IES) públicas também estão inseridas nesse contexto, sendo sua demanda constante e o seu volume de recursos disponíveis cada vez mais restritos, o que acarreta a necessidade do aperfeiçoamento contínuo do seu modelo de gestão (SALES ET AL., 2015). Este estudo tem o objetivo de fazer uma avaliação na gestão de uma universidade pública do Ceará, com base no referencial teórico International framework: good governance in the public sector, produzido pela International Federation of Accountants (IFAC) e pelo Chartered Institute of Public Finance and Accountancy (CIPFA), verificando a aderência da gestão a esse modelo internacional. Trata-se de um levantamento de dados, ou survey, realizado através de um questionário para pessoas do corpo de governo da IES, com base no citado Framework da IFAC adaptado para a escala Likert. Os resultados revelam que existe a percepção de um nível alto de adesão aos princípios de boa governança elencados pela IFAC/CIPFA, com um percentual de 80,34%. Os princípios de “integridade, ética e compliance” e de “acessibilidade e envolvimento dos stakeholders” foram destaques positivos, pois obtiveram os melhores níveis, com 92,38% e 87,62%, respectivamente. No entanto, mesmo com os resultados elevados, existem princípios passíveis de melhoria. Destaca-se a “Gestão de Riscos e de Desempenho” e o “Desenvolvimento Sustentável”, que obtiveram os menores percentuais (71,43% e 72,86%, respectivamente).

Biografia do Autor

Karoline Rodrigues Sobreira, Universidade Estadual do Ceará.
Graduanda do Curso de Ciências Contábeis.
Manuel Salgueiro Rodrigues Júnior, Tribunal de Contas do Estado do Ceará.
Analista de Controle Externo.

Referências

ABRUCIO, F. L. O impacto do modelo gerencial na Administração Pública. Cadernos ENAP, Brasília, DF, n. 10, 1997. Disponível em: <http://bit.ly/2xYMmnA>. Acesso em: 11 set. 2017.

BEUREN, I. M. (Org.). Como elaborar trabalhos monográficos em Contabilidade: teoria e prática. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

CARDOZO, M. A. A evidenciação das políticas de governança nas IFES: um estudo nas universidades federais do sul do Brasil. 2012. 203 f. Dissertação (Mestrado em Contabilidade) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012. Disponível em: <http://bit.ly/2z3QMtl>. Acesso em: 28 ago. 2017.

DAVID, M. V. Transformações na educação superior no Brasil e seus impactos na estrutura, estratégia e governança: o caso de três universidades federais de Minas Gerais. 2009. 232 f. Tese (Doutorado em Administração) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009. Disponível em: <http://bit.ly/2xndMkS>. Acesso em: 28 ago. 2017.

IFAC – International Federation of Accountants. The international framework: good governance in the public sector. New York: IFAC, 2014.

______. Governance in the public sector: a governing body perspective - Study 13. New York: IFAC, 2001.

KISSLER, L.; HEIDEMANN, F. G. Governança pública: novo modelo regulatório para as relações entre Estado, mercado e sociedade? Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 40, n. 3, p. 479-99, jun. 2006. Disponível em: <http://bit.ly/2hTqnKB>. Acesso em: 7 jun. 2017.

LINCZUK, L. M. W. Governança aplicada à administração pública: a contribuição da auditoria interna para sua efetivação: um estudo em universidades públicas federais. 2012. 181 f. Dissertação (Mestrado em Planejamento e Governança Pública) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2012. Disponível em: <http://bit.ly/2xZLRte>. Acesso em: 30 ago. 2017.

MATIAS-PEREIRA, J. A governança corporativa aplicada no setor público brasileiro. Administração Pública e Gestão Social, Viçosa, v. 2, n. 1, p. 109-134, jul. 2010. Disponível em: <http://bit.ly/2z3csFU>. Acesso em: 31 maio 2017.

OLIVEIRA, A. B. R.; SILVA, U. B.; BRUNI, A. L. Gerencialismo e desafios contemporâneos da gestão dos custos públicos no Brasil. Revista de Estudos Contábeis, Londrina, v. 3, n. 5, 2012. Disponível em: <http://bit.ly/2yNuivw>. Acesso em: 12 set. 2017.

PEREIRA, L. C. B. Reforma da nova gestão pública: agora na agenda da América Latina, no entanto… Revista do Serviço Público, Brasília, DF, v. 53, n. 1, 2002. Disponível em: <http://bit.ly/2hTsU7z>. Acesso em: 8 set. 2017.

SALES, E. C. A. S.; PETER, M. G. A.; MACHADO, M. V. V. et al. Governança no Setor Público Segundo a IFAC – Estudo nas Universidades Federais Brasileiras. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, 22., 2015, Foz do Iguaçu. Anais… Foz do Iguaçu: CBC, 2015. Disponível em: <http://bit.ly/2y4i307>. Acesso em: 13 jun. 2017.

SECCHI, L. Modelos organizacionais e reformas da administração pública. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 43, n. 2, p. 347-369, 2009. Disponível em: <http://bit.ly/2hUC3N5>. Acesso em: 11 set. 2017.

TIMMERS, H. Government Governance: corporate governance in the public sector, why and how? In: FEE PUBLIC SECTOR CONFERENCE, 9., 2000, Haia. Proceedings… The Netherlands Ministry of Finance, 2000. Disponível em: <http://bit.ly/2xnbVRS>. Acesso em: 6 out. 2017.

Publicado
2017-10-27
Como Citar
Sobreira, K., & Rodrigues Júnior, M. (2017). Governança no setor público segundo IFAC: levantamento do nível de aderência de uma instituição de ensino superior. Revista Controle - Doutrina E Artigos, 15(1), 166-194. https://doi.org/10.32586/rcda.v15i1.363
Seção
Artigos