O Status Militar da Polícia Ostensiva nas Constituições Brasileiras, sob a Ótica da Proteção ao Pacto Federativo

  • José Kilderlan Nascimento de Sousa
Palavras-chave: Polícia Militar. Pacto Federativo. Constituição.

Resumo

Neste artigo, realiza-se uma análise crítica da inserção das polícias militares estaduais na Constituição Federal – de forma pioneira, em relação às demais forças policiais brasileiras – e do controle dessas forças militares realizado pela União, mediante o Exército Brasileiro. Faz-se ainda uma reflexão sobre a manutenção de seu status militar como imposição do governo central para um controle mais efetivo desses “exércitos estaduais”. Essa manutenção constitui fator de proteção do Pacto Federativo, principalmente para evitar que estados economicamente mais fortes possam representar uma ameaça à federação.

Referências

ADORNO, Sergio. Violência, controle social e cidadania: dilemas na

administração da justiça criminal no Brasil. Revista Crítica de Ciências Sociais, São Paulo, n. 41, p. 101-127, dez. 1994.

BRASIL. Presidência da República. Lei n.º 667, de 17 de janeiro de 1936. Reorganiza, pelos Estados e pela União, as Polícias Militares sendo consideradas reservas do Exército. Brasília, DF: Imprensa Nacional, 1936. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1930-1939/lei-192-17-janeiro-1936-501765-publicacaooriginal-1-pl.html>. Acesso em: 11 out. 2014.

______. Presidência da República. Decreto-lei n.º 667, de 2 de julho de 1969. Reorganiza as Polícias Militares e os Corpos de Bombeiros Militares dos Estados, dos Territórios e do Distrito Federal, e dá outras providências.

Brasília, DF: Imprensa Nacional, 1969. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del0667.htm>. Acesso em: 12 set. 2011.

______. Presidência da República. Decreto n.º 88.777, de 30 de setembro de 1983. Aprova o regulamento para as polícias militares e corpos de bombeiros militares (R-200). Brasília, DF: Imprensa Nacional, 1983. Disponível

em: <http://www4.planalto.gov.br/legislacao>. Acesso em: 14 set. 2011.

______. Senado Federal. Proposta de Emenda à Constituição n.º 613-A. Brasília, DF: Senado Federal, 1998. Disponível em: <http://imagem.camara.gov.br/Imagem/d/pdf/DCD17JUN1999.pdf#page=54>. Acesso em:

dez. 2014.

______. Senado Federal. Proposta de Emenda à Constituição n.º 21. Brasília, DF: STF, 2005. Disponível em: <http://www.senado.gov.br/atividade/materia/getPDF.asp?t=43663&tp=1>. Acesso em: 16 dez. 2013.

______. Senado Federal. Proposta de Emenda à Constituição n.º 102. Brasília, DF: STF, 2011. Disponível em: <http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=525129>. Acesso em: 13 set.

______. Senado Federal. Proposta de Emenda à Constituição n.º 51. Brasília, DF: Senado Federal, 2013b. Disponível em: <http://www.senado.gov.br/atividade/materia/getPDF.asp?t=137134&tp=1>. Acesso em: 30 jul. 2014.

______. Anuário Brasileiro de Segurança Pública – 2014. São Paulo: Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 2014.

COTTA, Francis Albert. Breve história da polícia militar de Minas Gerais. Belo Horizonte: Crisálida, 2006.

FERNANDES, Heloisa Rodrigues. Política de segurança. São Paulo: Alfa Ômega, 1973.

FIÚZA, Ricardo. Relatório da Assembleia Nacional Constituinte. Brasília, DF: Senado, 1987.

HOLLOWAY, Thomas H. Polícia no Rio de Janeiro: repressão e resistência numa cidade do século XIX. 1. ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1997.

MIRANDA, José da Cruz Bispo. Policiamento comunitário e desmilitarização: existe alguma correlação? Revista do Laboratório de Estudos da Violência da Unesp, Marília, SP, n. 12, p. 38-58, nov. 2013.

MOTA BRASIL, Glaucíria. A segurança pública e os direitos humanos no “Governo das Mudanças”. O Público e o Privado, Fortaleza, n. 1, p. 197-220, jan./jun. 2003.

PAIXÃO, Antônio Luiz; BEATO F., Claudio C. Crimes, vítimas e policiais. Tempo Social - Rev. Sociol. USP, São Paulo, v. 1, n. 9, p. 233-248, mai. 1997.

PAULO, Vicente; ALEXANDRINO, Marcelo. Direito constitucional descomplicado. 9. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2012.

REIS, Fábio Wanderley. Diálogos com Guillermo O’Donnell. Novos Estudos, São Paulo, n. 92, p. 143-155, mar. 2012.

SÃO PAULO. Governo do Estado. Lei n.º 2.141, de 22 de outubro de 1926. Crêa a Guarda Civil da Capital. São Paulo: Imprensa Oficial, 1936. Disponível em: <http://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei/1926/

lei-2141-22.10.1926.html>. Acesso em: 10 out. 2014.

SOUZA, José Kilderlan de. Guia prático da segurança pública. Fortaleza: Assaré, 2012.

WAISELFISZ, Julio Jacobo. Mapa da violência 2014: os jovens do Brasil. Brasília: FLACSO, 2014.

ZALUAR, Alba. Um debate disperso: violência e crime no Brasil da redemocratização. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 3, n. 13, p. 3-17, 1999.

Publicado
2016-11-25
Como Citar
Sousa, J. (2016). O Status Militar da Polícia Ostensiva nas Constituições Brasileiras, sob a Ótica da Proteção ao Pacto Federativo. Revista Controle - Doutrina E Artigos, 12(2), 229-247. https://doi.org/10.32586/rcda.v12i2.115
Seção
Artigos